Padrão de beleza: realidade ou utopia?

6

A cobrança pelo padrão de beleza e perfeição tem levado as pessoas a buscarem um estereotipo muitas vezes fora da realidade. De certa forma, somos enganados pelas imagens que vemos na Tv, revistas e afins.

Um caso recente foi a capa da revista estrelada pela querida Preta Gil. Quando ela viu a revista impressa, teve um choque e colocou a boca no trombone nas redes sociais. Preta foi vítima do uso exagerado de programas de edição sem ao menos ter sido comunicada.

photoshop-padrão-beleza-blog-da-mimis-michelle-franzoni-1

E olha a diva Madonna na foto para Vanity Fair em 2009

photoshop-padrão-beleza-blog-da-mimis-michelle-franzoni-2

Esse vídeo reflete a transformação do corpo em um editorial de beleza. São nessas imagens que muitas mulheres se inspiram diariamente, buscando um ideal de beleza irreal,  enquanto deveriam se inspirar nelas mesmas, no seu melhor e na caminhada para a evolução.

Assistam ao vídeo e deixem sua reflexão aqui.

Ler matéria completa
MICHELLE FRANZONI

Amo a vida saudável, viajar, decoração, jardinagem e muito mais! Sou fisioterapeuta, artista visual, e Doutora em Gestão do Conhecimento. No Blog da Mimis você encontrará um pouquinho de cada coisa que eu gosto!

Deixe um comentário‏

6 Comentários Mostrar comentários

  1. A influência do que é ditado pela moda pode chegar nas pessoas de várias maneiras: se a pessoa se gosta, se aceita, tem maturidade, mesmo passando longe dos padrões ora vigentes, ela vai lidar melhor com isso ou nem se sentirá cobrada. Se a pessoa é insegura, mesmo sendo bonita e/ou atraente, isso vai afetá-la mais profundamente.
    Acho graça com essa neura toda das mulheres quererem ser magras que, pasmem, virou sinônimo de “bonita”.
    Já sofri muito na juventude e infância por ser muito magra e alta, o que está na moda hoje. Era chamada de girafa, Olívia Palito, cadavérica… Hoje dizem que tenho “corpão”. Na época, quem tinha corpo bonito tinha um “corpinho”. Se entrarmos nessa onda certamente iremos sofrer.

  2. Se nós não mudarmos o nosso pensamento, acabaremos cegas, talvez magras sim, mas nunca satisfeitas com o que temos, nunca sendo alguém saudável. Temos que aceitar que ninguém é perfeito, cada um tem seu tipo físico e aparência. É mais fácil sermos nós mesmos, saudáveis, com amor próprio. Viver é mais do que emagrecer e ter músculos, é se amar, é não esquentar a cabeça para o que a mídia ou o mundo, cobra. Que não deixemos essas coisas tirarem o que temos de melhor: o amor por nossa vida e as doa outros.

  3. Acho o máximo esses vídeos, já vi vários…
    Mas, sabe, a gente leva uma vida suuuuper corrida, nem sempre dá tempo de ir a manicure, por exemplo… Ou manter o bronzeado em dia… Enfim, temos que fazer escolhas.
    E eu sinto uma cobrança muito grande das MULHERES, das amigas, para estar sempre magra, linda, malhada, penteada, escovada, hidratada, bem vestida, bronzeada, perfumada; enfim, se descuido de um detalhe quase consigo ler os pensamentos “que horror, mas porque ela não se cuida?” Enquanto os meninos nem percebem que eu uso o mesmo brinco todos os dias para trabalhar….
    Claro que a gente tem que se cuidar, mas sem tanta neura e tanta perfeição, aí já é chatice.

    • Bruna, vc disse tudo, as mulheres tem que parar de serem neuróticas com a própria aparência e viver a vida de forma LEVE e SAUDÁVEL, a gente sabe que essas modelos são “fantoches” de marcas comerciais, ou seja, do capitalismo, estão aí p influenciar e vender mercadorias, vamos abrir os olhos, respeitar nosso corpo porque ele é templo de Deus, PADRÃO DE BELEZA É AQUELE QUE NASCI COM ELE E NÃO CRIADO EM PHOTOSHOP!!!!

    • Michelle Franzoni em

      Verdade, Bruna. Viver buscando a perfeição não é saudável. É importante sim se cuidar, mas tudo que é em excesso faz mal, não é mesmo? Beijos linda

×