É alergia ou intolerância alimentar? Saiba as diferenças

1

Após comer um alimento você sente inchaço, dores de estômago ou talvez coceira e manchas na pele? Você pode estar com alergia ou intolerância alimentar. Ambos são prejudicados pelas nossas escolhas alimentares e, por isso, as pessoas confundem e chegam a pensar que são a mesma coisa, mas não são. Nem mesmo os sintomas são iguais.

A alergia alimentar é provocada pelo sistema imunológico e acontece quando a pessoa é hipersensível a uma determinada proteína. Como funciona: na primeira vez que ingerimos o alimento com a proteína x, o nosso sistema imunológico reage como protetor, criando anticorpos IgE contra essa substância e nenhum sintoma é percebido. Já na segunda vez, os anticorpos pré-existentes, liberam substâncias químicas, como a histamina, e juntos – IgE e histamina – é que provocam os sintomas.

Os sintomas são: inchaço na garganta, nos olhos ou na língua, coceira, manchas pela pele, enjoo, vômito ou diarreia. Mas, a alergia alimentar pode ser fatal. Em alguns casos, ocorre queda de pressão sanguínea e até parada cardíaca.

Por isso, evite a ingestão em excesso dos alimentos que você não está habituado. Para quem já sabe da alergia, deve cortar o alimento da dieta e procurar auxílio médico para um complemento alimentar, se houver necessidade.

Os alimentos mais comuns que causam alergia são: leite e derivados, ovo, corantes, conservante e aditivos artificiais, canela, frutas cítricas, frutos do mar e peixe

Tem como descobrir antes? Sim. Há um teste de alergia alimentar que normalmente é solicitado pelo médico quando o paciente o procura reclamando desses sintomas.

Já a intolerância alimentar é simplesmente a dificuldade de digerir e pode se apresentar já na primeira vez que consumimos um alimento. Isso acontece devido a insuficiência de enzimas específicas que deveriam ser liberadas no intestino, na hora da digestão e que, por sua falta, acabam dificultando esse trabalho.

Por isso, os sintomas são os mais “clássicos”, ou seja, aquelas dores de estômago, o famoso inchaço, gases e cólicas, e as terríveis e chatas dores de cabeça. Há ainda a possibilidade de apresentar manchas vermelhas na pele e exaustão.

Essas sensações podem aparecer no dia a dia sem ser intolerância alimentar, quando exageramos demais, por exemplo. Mas, quando esses sintomas persistem, é importante procurar um especialista para verificar. E, na maioria das vezes, não há a necessidade de abolir o alimento por completo, basta diminuir consideravelmente o seu consumo.

Os alimentos mais comuns de causar intolerância são leite e derivados, trigo, glúten, álcool e fermento.

Fiz uma tabela simplificada para ajudar! Depois deixem nos comentários se vocês têm algum desses sintomas, se já foram diagnosticados com um dos dois e como é a alimentação de vocês hoje!

Ler matéria completa
MICHELLE FRANZONI

Amo a vida saudável, viajar, decoração, jardinagem e muito mais! Sou fisioterapeuta, artista visual, e Doutora em Gestão do Conhecimento. No Blog da Mimis você encontrará um pouquinho de cada coisa que eu gosto!

Deixe um comentário‏

1 Comentário Mostrar comentários

  1. Adorei o artigo…não sei se o meu era alergia ou intolerância …tinha dores de cabeça horrorosas..fiz um tratamento com uma neurologista e mudei completamente a alimentação…além de praticar natação…minha vida mudou da água pro vinho…ela me ensinou a cuidar da minha alimentação e a evitar qualquer alimento com corantes e conservantes …as dores foram embora…

×