Vai viajar? Confira as dicas e a cartilha de direitos do consumidor nas viagens

1

Viajar de férias é uma delícia, e o que queremos é tranquilidade, deixar todos os problemas para trás… Mas, infelizmente isso nem sempre acontece. Às vezes aparece uma conexão no meio do seu voo que a agência de viagens omitiu na hora da compra, uma bagagem que se perde no meio do caminho, uma taxa extra no hotel já pago, e por aí vai. Para não se estressar, antes de sair de casa, confira as dicas para uma viagem feliz e imprima a sua cartilha de diretos do consumidor nas viagens!

A cartilha foi feita pelo advogado especializado em Defesa do Consumidor, Sérgio Tannuri, de forma bem didática e com valiosas orientações para quem vai viajar. Com a cartilha, temos acesso fácil às leis com nossos direitos e seguimos em paz – e sem taxas extras – para o nosso destino.

Para ter acesso a ela, basta clicar aqui>> CARTILHA

Já as dicas são inspiradas na própria cartilha e nas minhas próprias experiências com viagens. Afinal, como vocês já devem ter visto aqui, eu adoro viajar rs.

Acredito que vocês também vão gostar dessas dicas:

>> Como planejar o fim de ano
>> Como fazer a mala de viagem
>> 10 Dicas infalíveis para manter a dieta nas férias
>> Viajando de avião: o que levar

Confiram e depois deixem seus comentários e dúvidas! Vou ajudar no que puder! Beijocas e boa viagem!

Ler matéria completa
MICHELLE FRANZONI

Amo a vida saudável, viajar, decoração, jardinagem e muito mais! Sou fisioterapeuta, artista visual, e Doutora em Gestão do Conhecimento. No Blog da Mimis você encontrará um pouquinho de cada coisa que eu gosto!

Deixe um comentário‏

1 Comentário Mostrar comentários

  1. Mimis, adoro sua página mas achei injusta a sua colocação. Sou agente de viagens e sempre vejo nos colocando como um grande vilão nos problemas da viagem mas quando o problema dá quando compram sozinho somos os primeiros procurados para tentar resolver. Existem profissionais ruins em todas as áreas é claro mas muitos problemas fogem do nosso controle infelizmente e nós tentamos o máximo resolver da melhor forma. Mas os que deveriam ser nossos parceiros são nossos piores inimigos (cias aéreas, hotéis….).
    Uma conexão omitida por um agente de viagem, sinceramente, é algo que não se vê com facilidade. Só se for muito mau caráter ou novo na área. Além do mais as vezes as cias mudam os voos as vezes um dia antes do embarque sem avisar, o passageiro só descobre chegando no aeroporto. Hotel pago e chegando lá tem taxas extras? Sim, quase todos cobram pois as taxas de resort, taxas de turismo, taxa de serviço são sempre cobrados diretamente no hotel. Não podemos cobrar antes e sempre avisamos. Pode acontecer de algum agente não avisar? Claro, como falei, tem mau profissional em qualquer área. Mas se não for um hotel super econômico sempre haverá algo a pagar no local.

    Mas porque não falam mal da cia aérea que provoca overbooking de propósito? Ou do hotel que é enrolado, confirma sua reserva e depois cancela colocando outro no lugar? Do hotel que mente com fotos lindas na internet e chegando lá tá tudo caindo aos pedaços? E do cruzeiro que fala que a última maravilha para a família é o All Inclusive mas não deixa claro que pode ter gente bebada pelos corredores dos quartos gerando um ambiente ruim pra família?

    Acho que antes de acusar uma classe deveriam ouvir o seu lado da história.

×