Amaranto: o que é, benefícios e modos de consumo

2

O amaranto é originário do Peru e aos poucos vem ganhando espaço nos pratos dos brasileiros graças a sua riqueza nutricional. Ganha em disparado no valor proteico em comparação com os outros cereais e é um dos poucos alimentos de origem vegetal que contêm balanço ideal de aminoácidos essenciais, indispensáveis ao nosso organismo.

Ele é fonte de proteínas, rico em minerais, como o cálcio, o magnésio, fósforo e ferro. Ele é classificado como pseudocereal, rico em amido, assim como os cereais. Vale dizer que o amaranto é mais rico nutricionalmente do que qualquer outro cereal como o arroz, o milho, o trigo ou o centeio e pode ser um excelente suplemento para adicionar nas receitas.

O gosto é bem suave e pode ser adicionado sem medo às receitas. 😉 O amaranto pode ser encontrado em lojas de produtos naturais ou supermercados.

A recomendação diária de consumo é de 45 gramas e o consumo exagerado por colaborar para o ganho de peso e sobrecarregar os rins. Ele é contraindicado para diabéticos e pessoas com problemas nos rins e fígados.

Ah, uma curiosidade: o amaranto pode ser o substituto do arroz com feijão, pois possui as proteínas presentes no feijão e os mesmos aminoácidos encontrados no arroz. E é sem glúten!

Procure um nutricionista antes de inserir um alimento novo na rotina alimentar.

Confiram abaixo os seus principais benefícios e dicas de como incluir esse grão na alimentação. Querem receita com amaranto?? Deixem seus comentários!

 

Ler matéria completa
MICHELLE FRANZONI

Amo a vida saudável, viajar, decoração, jardinagem e muito mais! Sou fisioterapeuta, artista visual, e Doutora em Gestão do Conhecimento. No Blog da Mimis você encontrará um pouquinho de cada coisa que eu gosto!

Deixe um comentário‏

2 Comentários Mostrar comentários

×