Eu só penso em comida! Dicas para diminuir a compulsão alimentar

Por Michelle Franzoni em 18 de abril de 2016

Muitas vezes usamos a comida como válvula de escape para um problema emocional. Comemos como forma de recompensa por um dia cansativo, ou para preencher o vazio de um fim de namoro ou por falta de grandes emoções. Realmente é uma delícia comer, mas se isso começar a ser constante podemos entrar numa situação de compulsão alimentar.

Mas a pergunta é: como saber se eu tenho compulsão alimentar? Isso é fácil de ser notado, mas muitas vezes mentimos para nós mesmos. Se você está lendo esse post e procurando ajuda já é um grande passo. Alguns dos sintomas são: comer escondido, comer rápido, usar a comida como fonte de prazer ou recompensa, comer em excesso e às vezes até passar mal, comer para esquecer um problema, preencher um vazio emocional e sentir-se culpado após comer.

Se vocês se identificaram com pelo menos um tópico descrito acima já pode ser um sinal de compulsão. O resultado? O desânimo, a insatisfação e o aumento de peso. A compulsão torna-se um ciclo vicioso, onde se come para ficar bem, sente-se culpada por ter comido e volta a comer de novo para se sentir bem…

Por isso mostro para vocês os 10 passos para se livrar da compulsão alimentar e passar a ter uma vida mais feliz, produtiva e saudável. Tirando a compulsão de nossas vidas fica mais fácil manter uma dieta saudável e emagrecer de verdade com uma reeducação alimentar. Vejam abaixo:

dicas-para-compulsão-blog-da-mimis-michelle-franzoni
Gostaram das dicas? Separei também posts relacionados a elas para vocês poderem colocar todas em prática. Vejam:

>> Como começar uma atividade

>> O exercício ideal para cada pessoa

>> Como criar metas e objetivos

>> Receitas de águas aromatizadas

>> Receita e benefícios do chá de hibisco

>> Benefícios e receitas com frutas

>> Todas as receitas magrinhas

>> Doces magrinhos

>> Como montar marmitas saudáveis

>> Aumente sua autoestima

>> Como evitar a compulsão por doces

>> Psicoterapia, emagrecimento e qualidade de vida

Boa sorte, amores! Qualquer dúvida deixem nos comentários que respondo!

Beijocas

Imagens: Shutterstock.

Michelle Franzoni

Amo a vida saudável, viajar, decoração, jardinagem e muito mais! Sou fisioterapeuta, artista visual, e Doutora em Gestão do Conhecimento. No Blog da Mimis você encontrará um pouquinho de cada coisa que eu gosto!

40 respostas para “Eu só penso em comida! Dicas para diminuir a compulsão alimentar”

  1. Marcia Coelho disse:

    Amei as dicas! No meu caso o que preciso mesmo é criar uma rotina diária fazendo um planejamento eficiente.

  2. Aline disse:

    Adorei as Dicas! Eu preciso mesmo comer mais devagar.
    E já tô pensando em iniciar a meditação o quanto antes.
    Você me recomenda algum especialista em meditação que possa indicar?

  3. Ilza de Oliveira Silva Peres disse:

    Amei seu bloq especialmete esse assunto sobre compulsão. tenho vivido isso já estou 20 kg acima do peso ideal por conta da ansiedade, sei muito bem o que fazer para poder emgrecer, só que me sinto totalmente sem forças e só me satisfaço comendo, estou em crise e lendo sua experiencia me deu força para começar a mudar. Tomara que consiga.

  4. Sabrina disse:

    Parabéns!!! Fiquei entusiasmada quando comecei a ler,mas depois que vi sua foto, meu sonho acabou. Só de ver fiquei exausta. Achei que vc fosse uma pessoa normal, me enganei. Pena.

  5. Gisele disse:

    Eu tenho compulsao alimentar , e me aliemnto errado ,nao consigo ficar sem açucar e sal e carboidratos

  6. Jusileideramos@hotmail.com disse:

    Estou acima e gostaria muito de perder peso mais estou muito ansiosa e só penso em comida assim não dá para conseguir perder 6kg até dezembro

  7. Raquel disse:

    Eu tô precisando muito emagrecer. Estou com 91 e kilos. Estou desesperada. Tenho colpusao alimentar, e ainda mais por doce. Por saúde mesmo.

  8. Claudia disse:

    SUPER simplista essa matéria. Compulsão é um transtorno psiquiátrico, é grave, e muito diferente de exagero alimentar. Imagina você falar para uma pessoa em depressão com pensamentos suicidas, por exemplo, que ela deve pensar/focar nos objetivos. Ajuda, será?

    • Gregori disse:

      Concordo…..é tão fácil falar…..não tem explicação a sensação de “confinamento” mental que se sente….o desespero….o incomodo…e depois a frustração por ter comigo errado, burlando a reeducação.
      Não tão simples assim…..a pessoa sabe que não deve comer….mas se não comer enlouquece!!!

  9. Natália Valério disse:

    amei a matéria! ótima pra quem tem esse problema e precisa de alguma ajuda!

  10. Gislene disse:

    Tenho compulsão alimentar eu quero sempre comer mesmo nao estando com fome

  11. Edudardo disse:

    Parabéns!

    Melhor matéria sobre o assunto! Muito didática e informativa.

  12. Aline Guimarães disse:

    Dicas muito boas. Aliás, seu blog todo é muito inspirador. Preciso perder muito peso, desde o inicio do ano ja perdi 10kg mas estacionei, ainda faltam uns 15kg mas não estou mais conseguindo.. Vou usar suas dicas e tentar me livrar da compulsão pra voltar a perder peso.

  13. Andréa disse:

    Adorei as dicas para evitar a compulsão alimentar. Vou por em prática imediatamente. Obrigada

  14. Selmamariafcruz@gmail.com disse:

    Gosto de arroz Pães, carnes mas gosto tb de legumes. Gostariade emagrece 10 kilos, mas tirodismo (ipo) o que fazer?

  15. Thais Martines disse:

    Gente, adorei o blog… Varias dicas excelentes que com toda certeza vai me ajudar na dieta!
    Afinal fazer dieta não é facil, mas são coisinhas que fazemos que nos ajuda a levar de uma forma mais legal.
    COM TODA CERTEZA já virei fã do blog! Amei e amei

    Bjosss!!

  16. analia sousa disse:

    Como começo a fazer uma reeducaçao alimentar sem acompanhamento de uma nutricionista?

    • Michelle Franzoni disse:

      Oi Analia! Você precisa pesquisar, olhar o blog e outros assuntos para entender como funciona a reeducação alimentar. Sucesso!

  17. Margarida Vassalo disse:

    Oi Michelle! Estou a lutar contra a compulsão alimentar, finalmente aceitei que tenho este problema e que dura há já muito tempo. Mas ao iniciar esta viagem pela reeducação alimentar há tanta informação ao mesmo tempo que é avassalador! Vivi sempre com ideias pré concebidas e principalmente com o açúcar a ser considerado algo normal para se comer no dia-a-dia.
    Como posso fazer com que esta aprendizagem não seja mais um factor de stress?
    Beijo*

  18. Karen disse:

    O post até foi útil, só gostaria de atentar ao ponto de que é cair demais no senso comum dizer que “compulsão alimentar nada mais é do que ansiedade”. Sou compulsiva, com a ansiedade minha compulsão aumenta, mas ela existe independente da ansiedade, ela é um distúrbio psiquiátrico independente! Existem milhares de causas, existem pessoas super calmas, que não sabem o que é ansiedade, e ainda assim compulsivas. Então vamos com calma nas afirmações. Ainda assim, obrigada pela tentativa de auxiliar-nos nessa tarefa tão difícil que é o auto-controle da relação com a comida.

  19. Maria Petronilho disse:

    Bom dia
    Encontrei-a na hora certa.
    Adoeci, de modo que não dormia, nem comia, só conseguia tomar pequenos goles de água.
    Dirigi-me a um hospital, voltei e dormi um dia + duas noites a fio, fiquei melhor.
    Então percebi que tinha perdido alguns quilos. Por perda de líquidos….mas o que é mais difícil é dar o primeiro passo!
    Quero, porque muito necessito, perder quanto seja possível.
    Já consultei várias nutricionistas – pura ilusão!
    São inflexíveis. Leram os manuais na faculdade e vão desfiando dietas como se fossem robots, sem atentar no facto de sermos humanos e que cada pessoa é um caso!
    Agradeço-lhe muito todas as suas dicas sensatas, só assim conseguimos perder peso, lentamente, mas para sempre, se tivermos cuidado.
    Perdi vinte quilos e, pensando fazer bem, passei a preferir produtos dietéticos: voltaram os vinte quilos!
    Renovo o meu agradecimento, com votos de felicidade.

    Maria

  20. Fernanda disse:

    Bom dia, mimis!

    Tenho e 20 anos e tão cedo a compulsão alimentar e o sedentarismo já trazem notícias ruins para a minha saúde. Estou na luta e já posso ver resultados em poucas semanas de hábitos mudados. Voltarei em breve para participar das matérias de superação do seu blog. Obrigada pela força e inspiração

  21. José Roberto disse:

    Oi Mimis,
    Quero parabenizá-la pelo conteúdo, muito bom mesmo!
    Sou praticante de atividades físicas (corrida de rua) e gosto muito de aprimorar meus conhecimentos com dicas de saúde e este é um dos portais que acho mais completo.
    Tenho um blog onde publico artigos relacionados a viver bem, e quero convidá-la a conhecer meu espaço do estilo de vida saudável com dicas de exercícios e alimentações.

    http://topdicasviverbem.com/estilo-de-vida-saudavel/

    Parabéns mais uma vez e continuarei acompanhando seu trabalho!

  22. wilson disse:

    realmente é muito difícil enfrentar a compunção alimenta. Se você parar para pensar é quase impossível uma pessoa nos tempos de hoje não ter um problema emocional ainda mais com a vida atribulada que a gente tem. por isso usamos os alimentos para tentar uma falsa reação. é preciso ter muita determinação e força de vontade para reagir contra isso, caso contrario em casos mais graves precisamos procurar um profissional para nos ajudar. boa sorte.

  23. Kátia disse:

    Bom dia, você tem dicas, dieta, série de exercícios para quem tem hipotireoidismo, que é bem mais complicado de emagrecer?

  24. Paulo Andrade disse:

    Mimis, boa noite! As dicas são ótimas mas tire o chiclete. Ele faz um início falso do processo digestivo; o estômago começa a lançar ácidos e nada haverá pra ser digerido, podendo causar gastrite; o ruminante (consumidor do chiclete, tal e qual um camelo ou cabra) engole ar, e isso provoca gases; todo chiclete, mesmo os sem açúcar, tem corantes e outras porcarias industriais; por incrível que pareça, o hábito aumenta a concentração (exercício nas mandíbulas, maior oxigenação do crânio) mas reduz a memória de curto prazo, pela mesma razão (Oxford). Enfim, é tudo de ruim!

  25. Kátia disse:

    Boa noite!
    Existe alguma dieta ou dica, suplementos ou treino especifico para quem tem hipotireoidismo, pq é bem mais difícil ter disposição e conseguir emagrecer!!!
    Desde já, obrigada!!!

    • Michelle Franzoni disse:

      Oi Katia. As dicas são as mesmas. TEm os alimentos termogenicos que podem ajudar tambem. Já escrevi sobre eles no blog. Beijos!

  26. Emanuele disse:

    Mimis … adoro as tuas dicas, por mais que esteja sempre lendo a tua maneira de colocar é mais fácil e tranquila de ser absorvida e seguida 🙂 … beijo grande e muito sucesso!

  27. Vivi Lemes disse:

    Oi Mimis!
    Esse post veio em boa hora. Resisti muito tempo a perceber a compulsão que tenho, porque isso parece nome de doença grave, mas no meu caso não é. Tenho mesmo bebido bastante água, lembrado dos meus objetivos e tentando associar essa sensação de falsa fome ao sucesso do meu esforço. Tem funcionado, vou por em prática as outras dicas também! <3 | http://www.vivendovivi.blogspot.com.br

  28. Luciana disse:

    Excelente post Mimis como sempre, porém tenho uma sugestão eliminar os carboidratos ruins na minha vida foi libertador assumi o controle do meu corpo novamente além de outros benefícios!!!

  29. sandra disse:

    To BM nesses itens todos…mas tenho consciência.. Que tenho de reagir….tenho q fazer um tratamento pra ansiedade. Pra nada vai resolver se não fechar a boca nem exercício e chás de ibisco resolveria.. Do tratamento mesmo pra ansiedade depois sim o resto

Deixe um comentário para Selmamariafcruz@gmail.com Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *