Os alimentos campeões de agrotóxico

8

A gente sempre fala sobre a importância dos legumes e frutas na nossa alimentação, por isso está mais do que na hora de falarmos sobre os agrotóxicos! Essas substâncias usadas para combater possíveis pragas e doenças que possam causar danos às plantações, tornam-se nocivas a nossa saúde quando aplicadas em quantidades superiores às permitidas pela Anvisa, tornando qualquer alimento que não seja orgânico prejudicial à saúde.

A dica é ficar por dentro de quais alimentos estão no topo dos mais contaminados para evitá-los ou simplesmente trocá-los pelos produtos orgânicos, livres de agrotóxicos. Vejam abaixo a tabela com os alimentos campeões de agrotóxico!

campeoes-agrotoxico-blog-da-mimis-michelle-franzoni-post


Os problemas de ingerir agrotóxico

Estudos indicam que o consumo continuado de produtos com agrotóxicos pode gerar dores de cabeça, alergia, coceiras, problemas respiratórios, irritação e hipersensibilidade. Já quando a exposição é direta pode causar problemas hepáticos e distúrbios no sistema nervoso central, segundo a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Dicas para diminuir a ingestão de agrotóxicos
1 – O melhor é optar pelos alimentos orgânicos. Nos mercados eles são identificados com selos/ certificados. Para quem não fique pesado no bolso, compre nessa versão apenas aqueles apontados como contaminados;
2 – Prefira os alimentos da época, que são produzidos de forma mais natural e, por isso, não precisam de tanto agrotóxico;
3 – Opte em levar menos dos alimentos que são campeões de agrotóxico, aprenda a substituir, conhecendo novos sabores;
4 – Lavar diminui, mas não remove completamente o agrotóxico, uma vez que este é absorvido pelo alimento;
5 – Prefira feiras de rua à supermercados. Muitas das barraquinhas são de pequenos produtores que não usam agrotóxico ou usam numa quantidade bem inferior;
6 – Quanto mais naturais e orgânicas, mais marquinhas aparecerão. Bichinhos e amassados são bem comuns em produtos de plantações pequenas, como de sítios, por exemplo;
7 – Tenha uma horta em casa. É garantia de saúde e bem-estar! É possível montar horta até na sacada do apartamento. Veja todas as saídas possíveis aqui.

É hora de ir fazer uma feira consciente! E lembrem-se: os dados são apenas para nos orientar. Tendo consciência dos problemas do agrotóxico e sabendo quais os alimentos mais afetados por eles, podemos fazer escolhas melhores para garantir nossa qualidade de vida! 🙂

Ler matéria completa
MICHELLE FRANZONI

Amo a vida saudável, viajar, decoração, jardinagem e muito mais! Sou fisioterapeuta, artista visual, e Doutora em Gestão do Conhecimento. No Blog da Mimis você encontrará um pouquinho de cada coisa que eu gosto!

Deixe um comentário‏

8 Comentários Mostrar comentários

  1. Paulo Adolfo Tesser em

    Vocês sabiam que os chamados agrotóxicos usados na agricultura, muitos são usados na linha Veterinária e Humana. O mesmo principio ativo é usado ao mesmo tempo em vegetais, animais e humanos e é considerado agrotóxico somente para a agricultura. Exemplos como; deltametrina, ivermectina, Fenthion, triazóis nos Shampoo. Ivermectina muito usado na agricultura ganhou o premio nobel de Medicina este ano. Alguns produtos dentro dos limites de resíduos que são usados por inúmeras culturas, são apresentados como contaminantes em culturas pequenas por não possuir registros. Só faz mal por que não tem registro, caso contrário não faria. Os médicos podem receitar genéricos para seres humanos e os técnicos não podem receitar genéricos para os vegetais. Antes de divulgarem dados não confiáveis deviam avaliar os avanços que estes produtos proporcionaram para a sociedade. Graças a eles hoje existe alimentos em abundância e permitiu que 90% da população pudesse ir para os centros urbanos viverem no conforto e usufruírem das tecnologias que foram geradas. Sem agrotóxicos 70% da população deveria retornar ao campo e pegar na enxada para poderem comer.

  2. Parabéns pela reportagem… !
    Sou adepto à vida saudável; cuidando, principalmente, da alimentação.
    Temos que estar atento aquilo que consumimos, que, muitas vezes, compramos frutas e verduras nos supermercados sem saber da procedência; de que forma foi cultivado.
    O risco é muito grande de se contaminar com a alimentação…!

×