Os perigos de reutilizar sua garrafinha de água

4

A ideia de reutilizar aquela  garrafinha de água de plástico pode até parecer ecologicamente correta, mas está completamente equivocada. Essas garrafas não são próprias para serem reutilizadas, e inclusive os próprios fabricantes recomendam seu descarte após o uso. Mas, por quê? E existem outras opções ecológicas e que sejam saudáveis?

O motivo principal de não ser legal reutilizar a garrafinha é a fácil contaminação por bactérias, por serem um ambiente propício para a sua proliferação: são úmidas, fechadas e com contato direto com bocas e mãos.

Mas e se eu lavar diariamente?? Bom, além do problema das bactérias existe ainda um outro ponto negativo: o Bisfenol-A (BPA), um composto utilizado na produção de plásticos e resinas que vai se desprendendo aos poucos da garrafinha e contaminando sua água. Embora a utilização temporária de uma garrafa de água (enquanto tiver o líquido do fabricante) não irá prejudicá-lo.

O BPA é nocivo à saúde! Entre os problemas que ele pode causar ao nosso organismo estão a alteração de insulina pelo pâncreas, dos hormônios da tireoide e até de proliferação células de gordura!!!

E fica pior ainda se lavarmos a garrafinha com água quente, pois acelera o processo de liberação do BPA.

Então, após tomar toda a sua água, jogue a garrafinha fora: em um lixeiro reciclável, claro!

Outras opções
Não reutilize a garrafa que você comprou com água ou outro líquido. Adquira uma garrafa própria. O mercado está atento ao BPA e muitas das garrafas de plástico estão vindo sem ele. Prefira as de polipropileno e de bocas mais abertas para poder fazer a limpeza mais facilmente.

As melhores opções ainda são as de vidro e de aço inox.

E claro, manter a sua garrafa sempre limpa é essencial. Lave com água morna e sabão todos os dias e esterilize com água quente toda semana.

Confiram a esquema e deixem suas opiniões nos comentários!

Ler matéria completa
MICHELLE FRANZONI

Amo a vida saudável, viajar, decoração, jardinagem e muito mais! Sou fisioterapeuta, artista visual, e Doutora em Gestão do Conhecimento. No Blog da Mimis você encontrará um pouquinho de cada coisa que eu gosto!

Deixe um comentário‏

4 Comentários Mostrar comentários

  1. Quanto à contaminação microbiológica é verdade, entretanto não só para as garrafas PET. Logo higienização da mesma após o uso é altamente recomendável. Já quanto ao BPA (Bisfenol-A) ele não é usado em garrafas PET, é mais uma lenda urbana que se espalhou. Abraço
    Daniel Melo

  2. Eu já sabia dessa história do BPA mas nunca me atentei a isso.. Vou providenciar comprar uma garrafinha nova o quanto antes.. No trabalho e uso copo de vidro (daqueles estilo caneca), mas pra academia uso de plástico reutilizada… Obrigada pela informação Mimis.. sucesso!!

×